quarta-feira, 8 de julho de 2009

O Walkman, este senhor de 30 anos.

O Walkman, este senhor de 30 anos.
Adalberto Marques de Azevedo
Barbacena – MG

Este artigo, foi escrito graças a lembrança da data, feita pelo dexista Uruguaio, Horácio Nigro, na CondigList, lembrança esta, que me transportou ao passado de saudoso possuidor de um destes Walkmans; ai foi só fazer a pesquisa, tradução e compor este artigo que ora lhes ofereço.

Modelo TPS-L2 da Sony, o primeiro Walkman


No dia 01 de julho passado, o Walkman completou 30 anos de existência.
Quem não se lembra do antigo walkman, precursor dos modelos digitais que vemos na atualidade ?

A palavra Walkman, se associou plenamente aos equipamentos móveis para se ouvir música, que se iniciou pelos aparelhos cassetes, onde nós perdíamos um tempão colados ao rádio, esperando as canções de nossa predileção, para as gravarmos e termos a oportunidade de podermos reproduzi-las nos nossos equipamentos portáteis, com fones de ouvido... nossos queridos walkmans।

A Sony, comercializou, em 1° de julho de 1979, o primeiro modelo de leitor portátil de áudio, na época sobre uma base de fita cassete, que na época, era a tecnologia de gravação considerada “top de linha”।

O modelo foi o TPS-L2 e tinham um tamanho que hoje seria absurdo considerar como portátil, se comparado aos modelos da atualidade; mas este lançamento da Sony, “emplacou”, de tal maneira no mundo todo, que levou a empresa a liderança do mercado neste setor, que hoje apresenta 385 milhões de dispositivos relacionados com o nome Walkman।

Aqueles saudosistas que possuíram um destes TPS-L2 e queiram se recordar do mesmo poderão ver um excelente vídeo sobre ele no endereço http://www.youtube.com/watch?v=niOFL04VzfA

Mas, de acordo com a Sony, os verdadeiros criadores do Walkman, são dois fundadores da empresa: Akio Morita e Masur Ibuka, os quais verificaram que os gravadores portáteis que existiam na época, causavam grande irritação ás pessoas, pois tinham de reproduzir as músicas somente através dos auto-falantes e com isso perdiam a privacidade, além de interferirem em ambientes onde mais de uma pessoas desejavam ouvir suas músicas preferidas।

Claro, que de acordo com outras fontes, esta idéia não ocorreu por esta reflexão, mas afirmam que ocorreu a Morita, após uma viagem feita aos Estados Unidos, onde ele ficou impressionado ao ver muitos jovens na rua transportando, enormes gravadores cassete sobre os ombros, pelas ruas।

Após o lançamento do produto, que não chamou muito a atenção do público em sua primeira aparição, a Sony convocou a imprensa especializada, e em 22 de julho de 1979, lotou um ônibus com jornalistas, em sua fábrica situada em Ginza, Tokyo, transportando-os até o parque de Yoyogi, também em Tokyo।

Os jornalistas desembarcaram no parque, receberam, Walkmans, e foram instruídos a colocarem os fones e apertarem o botão “play”, onde passaram a ouvir, sob um fundo melódico, estéreo, e bem escolhido, uma explicação completa do que vinha a ser o walkman। A primeira impessado foi de espanto, em poder ouvoir um som estéreo, de maneira portátil, e paralelamente, no parque estavam diversos estudantes, contratados pela Sony, trajando camisetas alusivas ao lançamento do produto, em casais, isolados, em bicicletas, ouvindo música com seus walkmans, demonstrando a operacionalidade do dispositivo.

Os jornalista, ficaram impressionados com a qualidade sonora do TPS-L2, que permitia ás pessoas ouvir música á sua escolha, sem comerciais, bem como a forma utilizada pela Sony para este lançamento।

E assim as primeiras 3।000 unidades produzidas foram totalmente vendidas com rapidez.

Após esta tática de lançamento da Sony, não houve grande escala campanha de publicidade televisiva, mas, graças a várias estratégias publicitárias, a popularidade do Walkman se espalhou de boca em boca. Outro lote, de 30.000 unidades foram vendidas, até ao final do mês de Agosto, e, posteriormente, níveis produção tiveram de ser constantemente aumentados para satisfazer a procura dos consumidores. Após seis meses a venda para o exterior foi incrementada e o produto ficou conhecido mundialmente.

Embora, o walkman esteja historicamente ligado á Sony, por ter sido esta a empresa que lançou o produto no mercado pela primeira vez, existe hoje uma grande disputa internacional sobre a determinação do verdadeiro inventor deste dispositivo।

Um outro complemento á história da determinação da paternidade da invenção, deve-se ao inventor (alemão/brasileiro) Andreas Pavel, que criou o leitor portátil estéreo, em 1972, e o então chamado “cinto estéreo”, foi patenteado na Europa, e muitos outros países, inclusive os EUA।

Desde então, sempre existiu uma disputa entre a Sony e Pavel, sobre a verdadeira identidade do inventor do dispositivo।

Em 1980, Pavel e Sony entraram em uma disputa legal, pretendendo esclarecer quem foi o verdadeiro inventor do portátil, e após vários anos de discussão, em 1986, a Sony teve de pagar royalties para alguns Walkmans da Pavel vendidos na Alemanha, mas claro que sem reconhecer a sua propriedade intelectual।

Como muitas vezes acontece, finalmente a questão foi judicialmente encerrada, em 2003, quando ocorreu um acordo entre o grupo Pavel e a Sony, sendo que esta pagou uma soma considerável em dinheiro á Pavel, a qual assinou uma obrigação de não apresentar mais qualquer disputa futura। E assim foi encerrada a questão da paternidade do Walkman, sem a revelação do verdadeiro pai.

Depois disso, a evolução tecnológica foi se encarregando de apresentar ao mundo o CD, o mini disc (MD), o MP3, o MP4 ( e seus numerais subseqüentes), o iPod... e isso já é outra história.

---000---

Um comentário:

  1. Parabéns, excelente artigo, você me fez voltar ao passado, quando eu era apenas um jovem de 19 anos e morria de inveja quando via alguém com um walkman, eu muito pobre e não podia comprar um novo , mas, a vontade de possuir um walkman era tanta que eu fui economizando um dinheiro até que comprei um aparelho usado, mas, para mim era como se fosse novinho.

    Abraço,

    Santana.

    ResponderExcluir

Comentários